magret de pato em 10 minutos

Isso mesmo, você não leu errado! 10 minutos! Você vai precisar apenas de um magret, uma faca afiada, sal e pimenta. Comece cortando a parte da gordura em linhas diagonais e depois em linhas diagonais cruzando as de antes, formando uma espécie de xadrez. Não deixe esses cortes chegarem à carne. Tempere com sal e pimenta moída na hora, deixe tomar gosto por uns minutinhos e depois grelhar com uma gotinha de azeite. Comece dourando o lado da gordura (que vai derreter bem, por isso não precisar colocar óleo na panela). Vire o magret e sele o lado da carne.

Lembre-se de não tostar demais: o magret é pra ser comido de médio a mal passado mesmo.

Enquanto o magret grelha, você pode preprarar um molho de damasco picante pra acompanhá-lo. Você só vai precisar de duas colheres de sopa cheias de geléia de damasco, uma colher de chá de sriracha (olha ela aqui de novo!) e um pouco de água pra ajudar a dissolver a geléia.

O magret pode acompanhar um risoto simples, como o de parmesão.

Viu como foi rápido? Agora não tem desculpa de não saber fazer um prato diferente pra impressionar o namorado ou a namorada ;)

ovo pochê sem erro

Fazer ovo é uma ciência, já disse isso aqui antes. Ovo pochê nem se fala: ninguém consegue acertar de primeira. Mas seguindo essas dicas, acho bem provável que, quem nunca fez, acerte. A dica aqui é: seja gentil, carinhoso com seu ovo. Assim, as chances de você fazer um ovo pochê perfeito são quase 100%.

Pra isso, você vai precisar de um ramequim pequeno com meia xicara de vinagre branco, 1 ovo e uma panela larga com água fervente. Coloque o vinagre no ramequim e gentilmente deposite o ovo sem quebrar a gema. Deixe ele lá por 5 minutos. Antes de colocar tudo isso na água fervente, baixe o fogo e dê uma mexida vigorosa no centro da panela, até formar uns círculos e no meio deles você deposita sua mistura de ovo com vinagre. Novamente com muita finesse e gentileza, vá colocando um pouco de água em cima do ovo, para formar aquela capinha branca em cima da gema. Em 2 minutos, seu ovo pochê está pronto. Se você não gosta de ovo com gema mole, o ovo pochê não foi feito pra você. Mas nada impede de você deixar mais um minuto e ter uma gema um pouco mais gelatinosa.

Outra dica é parar o cozimento assim que tirar da panela: com a escumadeira que você usou para retirar o ovo da panela, deite-o sobre um bowl de água gelada por alguns segundos e retire. Coloque num prato com uma toalhinha de papel para secar o excesso de água, adicione sal, pimenta do reino e está pronto pra comer.

espaguete à arrabiata

Essa é daquelas receitas-minuto que eu adoro, pra um almoço ou jantar de última hora, como foi o caso aqui. Basta ter os ingredientes certos na despensa.

O molho arrabiata é bem picante, então se você não é muito fã de pimenta, corra!

1 lata de tomate pelado
1 colher de sopa de sriracha
meia cebola média picada
2 dentes de alho picados
azeite
manjericão
sal a gosto

Basta dourar no azeite a cebola, o alho, acrescentar o tomate picado juntamente com o suco, a sriracha, umas folhinhas de manjericão e deixar cozinhar enquanto a água do macarrão ferve. Corrija o sal e finalize no prato com mais folhinhas de manjericão.

Prático, rápido e fácil. Por isso eu sempre tenho uma latinha de tomate pelado na despensa, pra ocasiões como essa em que você tá correndo.

OBS: A sriracha, pra quem não conhece, é um molho tailandês bem picante à base de pimenta chili, vinagre e alho. É super versátil e dá pra usar num sem número de receitas. O bacana é que você praticamente não precisa usar muitos temperos (aqui só usei alho e cebola pra dar gosto) porque esse molho já é muito saboroso.

pão com ovo elegante

Pão com ovo é uma delícia. Meu lado proletário fala alto quando penso num pão francês quentinho com ovo mexido ou mesmo com um ovo frito com gema mole… Poucas coisas me dão tanto desejo repentino como pão com ovo. E dá pra fazer bonito usando os mesmos ingredientes e sem gastar quase nada de tempo.

Você vai precisar de:

1 ovo
1 colher de sopa de água
1 pitada de sal
1 colher de chá de manteiga
2 fatias generosas de queijo (usei brie, mas pode ser qualquer queijo que derreta facilmente no calor)
2 fatias de pão de forma (usei pão caseiro, mas pode usar o que você quiser)

Primeiro misture o ovo com a água e o sal, deixando bem uniforme. Unte uma frigideira anti-aderente com a manteiga e aqueça. Adicione a misturinha de ovo e espalhe bem, como se fosse um crepe. Quando tiver quase pronto (poucos segundos depois, é ultra rápido), coloque as fatias de queijo e desligue o fogo. Dobre as bordas da circunferência (oi?) do ovo de forma a fechar o queijo, formando um retângulo.

Toste o pão com um pouco de manteiga, coloque o quadradinho de ovo e queijo e voilà! Um sanduiche de ovo digno de sua magnificência =)

chocolate quente

Eu não sou lá uma pessoa muito fã de chocolate, mas há pouco tempo descobri que na verdade o que eu não gosto é de chocolate brasileiro. Antes que vocês me chamem de esnobe, deixem eu me explicar: chocolate brasileiro normalmente é ao leite e leva MUITO açúcar. E eu não sou muito fã de doces muito doces. Talvez a única exceção eu abra pro brigadeiro, mesmo assim não é algo que eu consiga comer muito. Bom, tenho certeza que mais gente compartilha desse meu não-gosto por coisas doces demais. E, convenhamos, brasileiro é muito viciado em açúcar.

Mas voltando ao meu gosto por chocolate: depois que você come um chocolate de verdade (belga, suíço, francês) você percebe como o nosso chocolate é pobre e super doce. E quando você aprende a gostar de chocolate amargo você passa a entender que o sabor do chocolate é muito mais rico quando ele tem menos açúcar. Vou ficar devendo um longo post sobre o chocolate, mas hoje vamos ficar apenas com uma receita muito simples, ideal pra esses dias chuvosos que tão fazendo aqui em Recife.

Você vai precisar de:
500ml de leite
100ml de creme de leite
60g de chocolate amargo (usei um 78% de cacau) em raspas
1 colher de sopa de açúcar
1 colher de chá de canela
1 grão de pimenta do reino

Ferva o leite diluído com o creme de leite. Adicione as raspas de chocolate, o açúcar, a canela e a pimenta e mexa bem pra dissolver tudo. Aqueça por mais 10 minutos, mexendo de vez em quando. Peneire e sirva quente.

Você pode gelar e reaquecer no dia seguinte, fica ainda mais gostoso. Se você não gosta de chocolate amargo, use um com menos cacau ou adicione mais açúcar conforme seu gosto.

blini

O blini é uma espécie de panquequinha russa e é um clássico de sua culinária. Normalmente é servido com creme azedo e caviar. Como caviar não é feijão e a gente não tá podendo pagar 200 paus numa latinha que cabe numa colher de sopa, pode usar ovas de outros peixes mesmo. Aqui eu usei ovas de capelin, mas não curti muito pois são muito pequenas, mal dá pra sentir o crocante delas ao mastigar. Ovas de salmão vão muito bem.

Para os blinis:
240g de farinha de trigo
1 ovo
160ml de cerveja
Sal e pimenta a gosto

Para o creme azedo:
250ml de creme de leite fresco
150g de iogurte natural
suco de meio limão siciliano

Para decorar:
ovas de salmão ou outro peixe
cornichons em rodelinhas finas

Comece fazendo a massa: ponha em uma tigela a farinha com a cerveja e misture bem. Ponha sal pimenta, cubra com filme plástico e deixe a massa descansar na geladeira por uns 15 minutos.

Prepare o creme azedo: bata com o fouet o creme de leite fresco com o iogurte e o limão. Se o creme estiver muito líquido, ponha pra gelar e vá batendo e gelando até atingir uma consistência quase de chantilly. Reserve.

Para assar os blinis, aqueça bem uma frigideira levemente untada com óleo de canola, coloque no centro uma concha pequena da massa pra fazer blinis pequenos, com cerca de 10cm. Deixe dourar e vire o blini para assar o lado oposto. Repita esse procedimento até terminar com a massa.

Para montar, coloque em cima de cada blini uma porção generosa de creme azedo, as ovas e o cornichon em rodelinhas. Salpique estragão e sirva.

gazpacho

Já falei aqui que tenho horror a sopa fria com exceção do gazpacho. O gazpacho, muitos de vocês conhecem, é uma sopa de origem espanhola feita com vegetais crus. É servida gelada e é super refrescante pra esse calor senegalês que tá fazendo. Para os vegetarianos, ou quem tá evitando carne ou mesmo pra quem tá de dieta, essa sopa é uma boa pedida além de ser facílima de fazer.

Você vai precisar de
1 lata de tomate pelado ou cerca de 6 tomates bem maduros sem pele
1 pepino japonês
1 cebola roxa
1 pimentão sem pele e sem sementes
3 fatias de pão de forma sem casca
4 dentes de alho sem o embrião
50ml de azeite de oliva
15ml de vinagre de vinho branco
sal e pimenta a gosto

Primeiro, passe no processador o pão, o alho o sal e a pimenta até formar uma pastinha. Triture no liquidificador os tomates, o pepino e a cebola e acrescente a pasta de pão e alho. Peneire, adicione o vinagre, mais azeite, corrija o sal e a pimenta. Leve à geladeira por 1h e sirva com torradinhas.

Entradas Mais Antigas Anteriores