louro

louro

O louro pertence à família da cânfora e da canela. Sua árvore chega a atingir 10m. Possui flores amarelas e pequenos frutos azuis.

A mitologia grega conta que, para salvar a ninfa Dafne da perseguição de Apolo, os deuses transformaram-na num loureiro. Frustrado com isso, Apolo fez uma coroa para si mesmo com as folhas da árvore. Significando em latim “honraria nobre”, desde a antiguidade eram oferecidas coroas de louro para os vencedores, de onde surgiu o termo “laureado”.

Possui aroma muito forte e dizem possuir propriedades narcóticas. Na antiguidade, suas folhas eram mastigadas pelas sacerdotisas como forma de atingir o transe, daí sua fama de conferir o dom da profecia.

Existem várias espécies de louro, algumas muito tóxicas. Devido ao seu forte aroma, deve ser usado com parcimônia para que não camufle o sabor dos outros ingredientes.

As folhas de louro são encontradas frescas, secas e em pó. Seu uso é bem adequado para pratos que precisam de um cozimento mais lento, pois seu óleo essencial é liberado lentamente. É um ótimo tempero para feijões cozidos, diversos assados e carnes grelhadas.

Anúncios